Mosquitos no Brasil

 

 

Século 19

 

Aedes aegypti foram trazidos ao Brasil a bordo dos navios negreiros, durante o tráfico de escravos originários do Benin, da Costa do Marfim e de Angola, entre outros países (45).

 

 

Representação de um navio negreiro - imagem de domínio público

 

1850

 

Primeiro surto de febre amarela atinge o Brasil, na cidade do Rio de Janeiro (45).

 

 

1903 - 1911

 

Após intensa campanha de controle do mosquito, liderada por Oswaldo Cruz, a febre amarela é controlada no Rio de Janeiro (48).

 

 

1920

 

O mosquito volta a se espalhar e causa nova epidemia de febre amarela (31).

 

 

1955

 

Campanha realizada pela Organização Pan-Americana da Saúde erradicou o A. aegypti do Brasil e de diversos outros países americanos (45).

 

 

Década de 1970

 

Como continuava presente em várias áreas do continente, o mosquito voltou a se espalhar e infestou novamente o Brasil (45). Hoje, sua erradicação completa é considerada muito difícil de conseguir (45).

 

 

___

 

31. Benchimol JL. Dos micróbios aos mosquitos: febre amarela e a revolução pasteuriana no Brasil. SciELO-Editora FIOCRUZ; 1999.

 

45. Pimenta DN. A (Des) Construção da Dengue. In: Dengue: teorias e práticas. Rio de Janeiro: Editora da Fiocruz; 2015. p. 23–59.

 

48. Costa ZGA, Ramaro AP, Elkhoury ANM, Flannery B. Evolução histórica da vigilância epidemiológica e do controle da febre amarela no Brasil. Rev Pan-Amazônica Saúde [Internet]. 2010;1(2):11–26. Available from: http://scielo.iec.pa.gov.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-62232010000200002&lng=en&nrm=iso&tlng=en