Controle das arboviroses 

 

 Ficar de olho no mosquito é fundamental para qualquer programa de controle das arboviroses. As estratégias principais incluem a busca ativa de focos, eliminando criadouros, a fumigação no caso de epidemias (para eliminar insetos adultos), o monitoramento do mosquito e de sua resistência aos pesticidas e o mapeamento das áreas infestadas com mosquitos e com maiores possibilidades de transmissão (1).

 

A vigilância constante e integrada da ocorrência de casos de dengue, zika e chikungunya permite a ação rápida em caso de surtos, além de acompanhar a expansão geográfica e temporal das doenças, detectar riscos ambientais e avaliar a eficácia de programas de controle (1). 

 

 

 

___

 

1. Junior FGP. Gestão e planejamento na prevenção e no controle da dengue. In: Valle D, Pimenta DN, Cunha RV da, editors. Dengue: teorias e práticas. 1st ed. Rio de Janeiro: Editora da Fiocruz; 2015. p. 381–405.