Guillain-Barré, uma possível complicação da Zika

 

Condição rara em que o sistema imune do paciente começa a atacar seus nervos periféricos, a síndrome de Guillain-Barré pode afetar os nervos que controlam o movimento dos músculos, assim como as células nervosas que transmitem sensações de dor, temperatura e tato, resultando em fraqueza muscular e perda de sensibilidade nas pernas e nos braços (18). 

 

Embora afete pessoas de todas as idades, o problema é mais comum em adultos do sexo masculino e manifesta-se inicialmente com fraqueza ou sensação de dormência nas pernas e, depois, nos braços e na face. Entre 20 e 30% dos pacientes os músculos do peito são afetados, dificultando a respiração (18). 

 

Mesmo nos casos mais sérios, a maioria dos pacientes se recupera totalmente após algumas semanas, porém, algumas pessoas podem continuar a sentir fraqueza mesmo depois desse período. Em casos muito graves, o paciente sofre paralisia quase total. Cerca de 3 a 5% dos doentes graves morrem das complicações da síndrome, que podem incluir paralisia dos músculos que controlam a respiração, infecções do sangue, coágulos pulmonares ou parada cardíaca (18). 

 

O monitoramento dos pacientes com síndrome de Guillain-Barré é essencial, pois muitos podem precisar de cuidados intensivos. O tratamento é feito com cuidados de apoio e terapias imunológicas (18).

 

A síndrome de Guillain-Barré tem várias causas, incluindo infecções virais ou bacterianas, como pelos vírus da dengue, HIV e gripe (18, 19). Com menor frequência, ela pode ser provocada também por cirurgias, traumatismos ou vacinação (19). Os cientistas suspeitam que a infecção pelo vírus Zika pode ser um fator que pode desencadear a síndrome, mas a relação dessa síndrome com o vírus ainda está sendo estudada (18).

 

 

___ 

 

18. World Health Organization (WHO). Guillain–Barré syndrome. [Internet] Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/guillain-barre-syndrome/en/. Acesso em: 2017 Jun 05. 

 

19. World Health Organization (WHO). Guillain-Barré syndrome (GBS) [Internet]. WHO Mental health. 2017 [cited 2017 Jun 8]. Available from: http://www.who.int/mental_health/neurology/guillain-barre-syndrome/en/